terça-feira, 4 de maio de 2010

Sobre o Brasil, CQC e Os Legendários:







Hoje é o dia de meu aniversário e faço 30 anos de Idade.

Eu sigo o Marcos Mion no twitter assim como Marcelo Tas e alguns outros artistas que por algum motivo um dia, admirei a biografia sem julgar as praticas e crenças dessas pessoas que comandam a comunicação e o entretenimento no Brasil.




Eu estou fora de Meu País faz algo em torno de 3 anos. Mas mantenho contato, busco saber e por horas me encho de orgulho de algumas pessoas do povo e em outras horas, me deprimo pela ignorância de nossa finada classe média que hoje vive e co-existe graças a seu passado de consumo, seus créditos no mercado financeiro e seu Ego que poderia perfeitamente ser o de alguém da Elite com a diferença de que a Elite investe em si própria, em seus conhecimentos e em seus filhos.



A Finada Classe Média Brasileira é proprietária de um orgulho de sua ignorância a respeito de sí próprio e da história do mundo. Orgulho esse por vezes refletido na pessoa do presidente que é sempre criticado pois não fez faculdade, nem aprendeu inglês e venceu na vida por que enquanto Homem, preferiu sonhar, a vender a Alma para os Burocratas, Reitores e Corporativistas, como TODOS de pai pra filho na classe média, venderam e vendem com o velho Bordão: “As coisas sempre foram assim” ou ainda “Sem faculdade você não terá chances no futuro”.







Foi anteontem que por acaso, acessei um link do Marcos Mion com o primeiro programa dos Legendários. Programa Esse que durante os últimos meses foi divulgado como a grande sensação que viria na TV. Ledo Engano: ou de minha esperança de um Brasil decente, ou dos diretores e especuladores que patrocinam e dirigem os nossos entretenimentos e atividades.

O Bordão: “A gente não vai mudar o mundo, mas estamos tentando” Revela a fragilidade e ignorância da trupe.

Os Legendários é a Prova Cabal de que as Pessoas do Povo no Brasil São induzidas a nutrir esperança e crer que é possível ser feliz e fazer história sem estudar, sem mudar pra melhor, sem adquirir conhecimento, sem um projeto pessoal de vida, se mantendo medíocres, mentindo. Basta que façam dinheiro.

O Programa dos Legendários: é a prova cabal de que o dinheiro compra a moral, os valores e os bons costumes. Banaliza a Mentira. Dilacera e Fragmenta a Verdade em Pequenos Atos num roteiro de emoções pré-fabricadas, que quando divertidos, maquiam seus REAIS propósitos.



Foi chocante constatar que: Marcos Mion pretende manter seu carisma se comportando como um Robôt. Se antes ele era reconhecido por sua irreverência e originalidade na Emêtevê, Em Legendários Hoje, há muito pouca diferença entre o que Marcos faz e o que Celso Portioli ou ainda Luciano Huck Fazem para seus públicos. O programa dos Legendários é o Passa-ou-Repassa quase que melhorado mas morrendo na praia da Rede Record e da Atual Geração.
Chocante constatar Que os produtores desse (e de muitos outros) programa pretendem conseguir audiência fazendo o Caos Social que é o Brasil ser vendido como notícia. Como na matéria sobre os trabalhadores-escravos bolivianos. Essas Pessoas realmente acham que o trabalho de denunciar é a única coisa que precisa ser feita. Elas se sentem cidadãs de bem por que mostram na TV os erros do governo e depois durante a semana cobram o governo e assim criam uma mentalidade de que, quem erra em nosso país é o governo sozinho e não com a ajuda do povo sob a batuta das Corporações e dos Donos da Elite. Assim fica fácil ganhar milhões por mês e não se sentir parte da desigualdade social.



 
Colocar João Gordo Para Ler os textos de suas matérias foi tão inteligente quanto contratá-lo. Perfeito para o público adolescente poder vingá-lo: Já que depois de passar anos humilhando jovens que achavam essa humilhação super-legal, (o que era de se esperar se levarmos em conta quem São e o que pensam os Pais desses jovens o esperando para almoçar em casa) Esses jovens cresceram e podem aprender o poder que tem, mudar de canal ou ainda apertar a tecla DESLIGUE. 

Ainda que com toda essa reflexão e tentativas de encontrar virtudes em gente como Mion ou Gordo, "O peixe morre pela boca": Infelizmente o carisma não é suficiente e hoje podemos dizer que está bastante gasto e deixa claro que em pouco mais de 40 anos de existência o Famoso “traidor do movimento punk” (só no Brasil que uma pessoa cresce na carreira sendo conhecida como traidor de alguma coisa e dá certo) Não aprendeu sequer a Ler e Escrever. 

João Gordo Exclusivamente e por si só seria o suficiente para que o brasileiro refletisse qual o combustível da Fama em nosso País. O que estamos comprando? Sustentando? Alimentando? Buscando? Materializando?

Um sujeito que todos gostam simplesmente pela sua agressividade, por cuspir no público, falar palavrão e tratar a todos mal como se estivesse um palmo acima do solo seja de quem seja. Um sujeito que os jovens deixavam entrar em sua casa através da TV, para ver ele agredindo e tratando mal outros jovens e adolescentes. Sempre protegido pela Alcunha de Ex Punk e vocalista da banda Ratos de Porão, ou seja: Nada.


Não Bastando a união bem sucedida entre o: “Universo Alienado playboy e intelectualmente limitado” de Marcos Mion com o universo de: “Eterno ex-drogado em recuperação e dietas, que é amante conhecedor de bandas e não liga pra ninguém” de João Gordo, o Programa Peca Por tentar promover aquilo que eles acham que é o gosto do Jovem do Brasil.

Fica Claro que Equipe de produção e Elenco nada mais são do que a reunião de amigos que se curtem e acreditam no que pensam sem jamais ter passado isso á limpo em frente a um espelho ou ainda buscando opinião de gente de fora desse universo. Fica claro que fazer televisão no Brasil, nada mais é do que ocupar a mente dos pobres de todas as classes e manter esses distantes da idéia de se unirem ou de trabalharem por um país decente e livre e não apenas existir vendendo seu tempo para as corporações e o dinheiro.





É como se o CQC fosse á coca-cola e os Legendários a Pepsi. Mas Pensando bem a Pepsi teve bala na agulha para competir até chegar o momento de ser comprada pela coca (para quem não sabe a coca-cola possui ambas as marcas com um marketing diferente para dar a ilusão de escolha para diferentes públicos).
 
Os Legendários então talvez sejam qualquer um daqueles refrigerantes de cola que os supermercados vendem como sua própria marca, graças a mão de obra barata e o monopólio do mercado.

Eu sempre fui a favor do bom humor como válvula anti-stress e por isso me tornei fã do CQC. Ainda que Eu mantenha a minha critica de que fazer gracinha com os políticos pode ajudar mas não é a solução que o povo do Brasil precisa. Mesmo eu tendo essa opinião irritante sobre o CQC sou obrigado a respeitá-los por que Eles Estão fazendo piada com coisas sérias, mas aproveitam para instruir o povo de uma maneira que é original, evidente e graças a isso os shows de comédia stand-up de seus apresnetadores vivem lotados. E posso dizer que tudo isso é assim no CQC graças a Marcelo Tas que tem o que os nossos jovens brasileiros mais desprezam que é: EXPERIÊNCIA. 





Qualquer pessoa que trabalhou com televisão sabe que o cérebro que garante o final feliz e a qualidade das piadas e dos temas propostos pelo CQC É o Tas e sua longa data de trabalhos e experiências em diferentes emissoras assim como diferentes momentos políticos de nosso país e etc. Tas Sabe o que está dizendo e falando pois, mais do que estudou, viveu e tem história para contar. Com uma retaguarda dessa fica óbvio o sucesso de gente como rafinha bastos, Oscar filho, marcos lucke (Danilo gentili menos, pois esse brilha sozinho).


Assegurem-se de que apesar do carisma, sem a experiência e feeling de Marcelo Tas, gente como Rafinha Bastos, Oscar Filho e companhia estariam fazendo o que sempre fizeram, sem jamais serem catapultados ás alturas que habitam hoje. (ou Não... vai saber... mas é uma opinião justa).

Agora eu pergunto: O que tem de interessante para ensinar aos jovens e ao Brasil pessoas como: Marcos Mion, João Gordo, Um saltador de para-quedas que é mais famoso pela cor de seu cabelo do que pelas coisas que diz e pensa, uma ou duas meninas chata-tagarelas que entrevistam personalidades "do peso de Ronaldinho fenômeno" e a turma conhecida como Hermes e Renato?(sendo que esses, apesar de muito competentes dentro da proposta que sempre realizaram, devem agora ser reféns dos super-orçamentos e das super-produções que seguramente destruirão a essência de seu trabalho que era o baixo orçamento e o improviso, pois não podem usar parte de seus personagens e de atração principal que eram, passaram a ser jurados, quase macacas de auditório que vibram como torcida a cada frase catárzica de Mion). Ainda Assim, se algo de bom existe em Os Legendários, devemos integralmente a Turma Conhecida como: Hermes e Renato.

Olhem bem essa foto acima senhoras e senhores e pensem com vocês mesmo: O que tem essa juventude para ensinar e compartir? O que a cultura de gracinhas, piadas, estilos e esportes radicais desses jovens pode fazer por um menor de rua ou por um deliquente juvenil (que não seja joão gordo)?

Essa é Uma juventude que não precisou conquistar nada, pois nasceu tendo quase tudo e viveu num país onde as pessoas tomam a força o que querem ao invés de conquistar e nas classes sociais mais afortunadas, jamais compartem, pois a competição e a inveja é ingrediente básico de suas essências.

Esses senhores representam a Juventude do país que jamais precisou trabalhar e sempre pôde estudar e Pedem ajuda aos amigos ao invés de fazer justiça por meios legais. Se sentem inteligentes por serem da classe social que pode sustentar os filhos na faculdade sem jamais ter pensado no porque, o filho de suas empregadas domésticas e babás não podem estudar, trabalhar e ser feliz.

Uma juventude que se contenta em fazer uma doação em dinheiro para diferentes casas de ajuda e caridade e se sentem superiores ao governo, ao Estado e as pessoas por isso, já que foram condicionados para crer e viver como PRIVILEGIADOS. Uma juventude que aniquila a cultura regional em nome da massificação Pop de todos os gostos e todas as tendências para que os seus patrocinadores vendam como água e ele ganhe royalties e participações nas vendas.

Basta seguir essas pessoas no twitter e verá que eles são híbridos daquilo que a TV Sempre veiculou para nos manter calados e inertes sentados no sofá.

Ao ver o que o formato televisivo faz com a personalidade das pessoas ficou claro para mim que:



Marcos Mion, apesar de ser uma pessoa engraçada e até que um ator competente, é só mais um jovem de sorte fazendo boas piadas, (ainda que o contato com o mundo da elite e dos ricos, estejam levando essas piadas a banca-rota), mas infelizmente sem cultura, sem conhecimento, sem seriedade e que não acessa 30% de sua luz e Verdade, já que não terá tempo de ter a humildade do aprendizado pois se encontra rico e deslumbrado pelos totens de uma cultura de consumo que se chamou um dia: “The American Way of Life”.








Ficou claro Que João Gordo (assim como seu amigo, o moço da TV que narra as enchentes): é só mais um gordo grosseiro e revoltado com suas próprias gorduras e enfermidades. Que não aprendeu a ler nem escrever e se sente melhor que as outras pessoas por que seus amigos sempre o ajudaram com empregos, mesmo sabendo que ele era limitado e incompetente. Nesse e em outros setores da vida, como Agradar uma Mulher, tratar bem uma pessoa e ou ainda ser educado e competente no trabalho.





Ficou claro Que qualquer menina burra que se pareça ou lembre Alguma Modelo, ou outra menina carismática, ainda que seja uma porta de sabedoria, ou uma janela de ignorância, pode inventar um estilo qualquer e passar por entrevistadora.

Programas como “Os Legendários” são a Pá da cova dos nossos Jovens. Principalmente os jovens das classes mais pobres que não tem discernimento para perceber os processos manipulativos que esses programas fazem uso para manter as nossas classes pobres cada vez mais pobres e as nossas classes ricas, cada vez mais ricas.




Enfim eu Sinto que é de Agora em diante que nossos jovens no Brasil devem perceber que: O que praticam as Escolas, nunca foi ensino. Que o que praticam as Universidades, jamais será formação. Que A TV é o instrumento utilizado pela elite e pelos donos do mundo para injetar esperança no pobre, convencendo este a trabalhar para as corporações, para os bancos, para os ricos e não para si próprio.


 Todos Esses Artistas que trabalham pela alienação das pessoas do povo para vender sua música, seus programas, e os produtos de seus patrocinadores, transformando as pessoas em seus Fãs e Não em Gente Decente, São Vampiros Energéticos que sempre fizeram uso de sua tecnologia e carisma para enganar e formar uma legião de escravos sem senso crítico. Sem conhecimento a respeito de Deus, da história do mundo e a respeito de sí próprio.



É Impossível Amar uma Pessoa Sem Conhecer a Energia Dessa. Mas é Exatamente Isso o que a TV Criou e todos consomem.





As pessoas são fãs de seres humanos pré-fábricados, mentirosos e extravagantes, dirigidos e orientados para vender produtos, ganhar audiência, criar novas e manipuladoras tendências e Manter o Poder e o conhecimento nas mãos das mesmas pessoas e famílias que comandaram e ainda comandam o mundo de 7.000 anos para cá.



Eu espero que o futuro do programa "Os legendários" seja de acordo com o amadurecimento do povo do Brasil e do Planeta Terra. Espero que o Povo Acorde, Desperte para Verdade. Estude sobre a origem do planeta e a história dos povos e assim constate enfim que tudo o que se ensina nos livros de escola, É MENTIRA Usada com a finalidade de nos escravizar e controlar.

Que A Verdade Aqueça a todos como o Sol; que não Escolhe quem terá o privilégio de seus raios.

Eu sou Amor e Sou Luz:
Eu sou Astrabel
Ruy Mendes – Medico Animósico – 4 de maio de 2010.
Ocorreu um erro neste gadget

Visualizações de páginas da semana passada